Este site pertence a Leopoldo C. Baratto, fundador e coordenador do PlantaCiência. 2019.
Buscar
  • plantaciencia

Brasileiros descobrem ansiolítico que reduz ansiedade e ajuda a memória

Uma árvore popular entre o Nordeste e o Sul do Brasil pode guardar um dos segredos contra a ansiedade, um mal que atinge milhões de brasileiros. Uma pesquisa inédita da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) descobriu que compostos extraídos da corticeira são capazes de produzir um efeito ansiolítico que é capaz não apenas de combater a ansiedade como ainda melhorar alguns tipos de memória.


A pesquisa, conduzida pela bióloga Suzete Maria Cerutti e publicada pelo "European Journal of Pharmacology", não apenas reduziu os efeitos da ansiedade como melhorou a memória dos 80 ratos que passaram pelo experimento no Laboratório de Farmacologia Celular e Comportamental da Unifesp.


A gente queria entender se era possível combater a ansiedade sem prejudicar a memória. Nosso grupo isolou flavonoides da casca do caule de Erythrina falcata [o nome científico da planta] e avaliou seus efeitos na aquisição da memória do medo e na sua extinção. Suzete Maria Cerutti, professora do departamento de Ciências Biológicas da Unifesp Cerutti explica que os remédios tradicionais prejudicam a memória ao se ligar ao neurotransmissor GABA. "Os compostos da planta brasileira, a isovitexin e a 6-C-glicosídeo-diosmetina, se ligam ao mesmo receptor, mas de maneira diferente, o que acreditamos ser o diferencial para não prejudicar a memória", diz.


O composto é extraído da Corticeira, uma árvore ornamental também conhecida como Eritrina e Suinã

Clique aqui para ler a reportagem na íntegra.



153 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2019 Desenvolvido por Leopoldo C. Baratto, coordenador do Projeto "PlantaCiência".