Este site pertence a Leopoldo C. Baratto, fundador e coordenador do PlantaCiência. 2019.
 
Buscar
  • plantaciencia

Espécie de bromélia da Caatinga é nova descoberta para ciência

Ao contrário do que se pensava há 30 anos, a Caatinga é um ambiente muito rico em biodiversidade, prova disso é a frequente descoberta de novas espécies. Essa mudança foi possível com o aumento do número de pesquisadores no bioma realizando trabalhos como os do Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (NEMA) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).


A nova espécie foi encontrada em janeiro de 2015, durante atividades do Inventário Florístico do "Subprograma de Monitoramento das Modificações da Cobertura, Composição e Diversidade Vegetal", executado pelo NEMA em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).


Publicada em janeiro deste ano por André Paviotti Fontana, botânico do NEMA, e Elton Martinez Carvalho Leme, pesquisador colaborativo do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, na revista científica internacional Phytotaxa.


Intitulada de Orthophytum alagoanum, em referência a Alagoas, foi encontrada no município de Mata Grande, na Serra da Boa Vista e Serra da Onça. É uma erva endêmica (única) do estado e uma típica espécie da Caatinga, crescendo em afloramentos rochosos sob intensa luz solar e condições climáticas extremas. Pertence a família das bromélias (Bromeliaceae), possuí folhas avermelhadas com superfície esbranquiçada e flores verdes.


Orthophytum alagoanum, em referência a Alagoas, foi encontrada no município de Mata Grande, na Serra da Boa Vista e Serra da Onça.

Clique aqui para ler a reportagem na íntegra.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A "primeira-dama da Botânica" no Brasil

Conhecida como a "primeira-dama da botânica no Brasil", Graziela Maciel Barroso foi a maior catalogadora brasileira de plantas. Ela nasceu em 1912, em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e continuou rea