Buscar
  • plantaciencia

Peru recupera manuscrito valioso sobre os incas perdido há 140 anos

O Peru recuperou um valioso manuscrito, encontrado no Brasil, com as memórias de antigos governantes incas que tinha desaparecido durante a ocupação de Lima pelas tropas chilenas na Guerra do Pacífico (1879-1884).


O manuscrito "Memórias da monarquia peruana ou esboço da história dos incas" foi escrito na década de 1830 por Justo Apu Sahuaraura Inca (1775-1853), descendente por linha materna do imperador inca Huayna Cápac (1493-1525) e do príncipe Cristóbal Paullo Inca (1518-1549).


"O valor deste documento do ano de 1838 é incalculável. Sempre se considerou uma joia documental extremamente rara, não temos outro caso desta natureza", disse à AFP Gerardo Trillo, diretor de Proteção de Coleções da Biblioteca Nacional, ao apresentar nesta quinta-feira o valioso manuscrito encontrado no Brasil.


Membro da nobreza indígena de Cusco, sacerdote católico e herói da Independência do Peru, Sahuaraura se dedicou a resgatar a memória do Império Inca, que cobriu nos séculos XV e XVI a zona ocidental da América do Sul, do sul da Colômbia ao centro de Chile.


O pesquisador costumava se autodenominar o "último descendente da linhagem imperial dos incas".


Em novembro de 2019, a família brasileira Mindlin aceitou entregar o valioso manuscrito que possuía desde 1970 à Biblioteca Nacional do Peru, o que foi feito através do consulado peruano em São Paulo.

Clique aqui para ler a reportagem na íntegra.

0 visualização

© 2019 Desenvolvido por Leopoldo C. Baratto, coordenador do Projeto "PlantaCiência".