Este site pertence a Leopoldo C. Baratto, fundador e coordenador do PlantaCiência. 2019.
Buscar
  • plantaciencia

Revisão de 2015 mostra que humanos usam drogas desde os tempos pré-históricos

De acordo com uma revisão publicada em 2015 de décadas de pesquisas arqueológicas, os humanos em todo o mundo usam substâncias psicoativas como ópio, álcool e cogumelos alucinógenos desde os tempos pré-históricos.


A Dra. Elisa Guerra-Doce, professora de pré-história na Universidade de Valladolid, Espanha, e autora da revisão, disse ao Huffington Post em e-mail: “Acredita-se de modo geral que as substâncias alucinógenas, ou drogas, são uma questão dos tempos modernos. Mas, se olharmos para o registro arqueológico, encontraremos muitos dados indicando que teriam sido consumidas na pré-história.


Como não existem registros escritos que evidenciem o consumo de drogas milhares de anos atrás, cientistas examinam restos como os fósseis de plantas psicoativas, resíduos de álcool e outras substâncias químicas psicoativas e arte pré-histórica para terem uma visão de como as drogas eram utilizadas.


A revisão cita alguns exemplos chaves de uso pré-histórico de drogas, incluindo os seguintes:

• Álcool: A primeira bebida alcoólica data de entre 7000 a.C. e 6600 a.C. Resíduos da bebida foram encontrados em fragmentos de cerâmica do vilarejo pré-histórico de Jiahu, na província chinesa de Henan. A bebida consistia de um misto de arroz, mel e uvas ou outras frutas fermentadas.

• Alucinógenos: Os resquícios fósseis mais antigos do cacto alucinógeno de São Pedro, encontrado numa caverna do Peru, datam de entre 8600 a.C. e 5600 a.C. As sementes da leguminosa Dermatophylum (conhecida como “feijão mescal”) encontradas na região que hoje é o sul do Texas e norte do México datam do final do nono milênio a.C. até 1000 d.C. E pequenas esculturas de pedra chamadas “pedras de cogumelo” encontradas na Guatemala, no México, Honduras e El Salvador sugerem que cogumelos alucinógenos teriam sido usados em cerimônias religiosas entre 500 a.C. e 900 d.C.

• Ópio: Os primeiros resquícios fossilizados da planta do ópio datam de meados do sexto milênio a.C. e foram encontrados num sítio arqueológico na Itália, menos de 40 km a noroeste de Roma. Resquícios de cápsulas de sementes de papoula e de opiáceos foram encontrados em ossos de esqueletos humanos do quarto milênio a.C., ao lado de arte pré-histórica mostrando partes da papoula sendo empregada em cerimônias religiosas.

• Folhas de coca: As evidências mais antigas de que humanos mascavam coca datam de aproximadamente 8.000 anos atrás, na América do Sul. Resquícios de folha de coca foram encontrados nos pisos de casas no vale de Nanchoc, no Peru, em restos dentários humanos e no cabelo de múmias.

• Tabaco: Cachimbos de cerca de 2.000 a.C. foram encontrados no noroeste da Argentina, mas não está claro se eram usados para fumar tabaco ou outras plantas alucinógenas. Resquícios de nicotina encontrados em cachimbos datam de 300 a.C.


Você já se perguntou desde quando os humanos curtem drogas que alteram seu estado mental?

Clique aqui para ter acesso ao artigo na íntegra.

19 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

© 2019 Desenvolvido por Leopoldo C. Baratto, coordenador do Projeto "PlantaCiência".