Este site pertence a Leopoldo C. Baratto, fundador e coordenador do PlantaCiência. 2019.
 
logo2.jpg

PRODUTOS E MATERIAIS DE DIVULGAÇÃO

Marca Páginas personalizados e exclusivos

marca_páginas_varronia.png
marca páginas ipê.png
marca_páginas_teixo.png

Planta Memória e Jogo da Urtiga

Quer aprender mais sobre as plantas medicinais brincando?

O Planta Memória é o jogo da memória exclusivo do PlantaCiência. Além do mais, este jogo pode ser adaptado para o Jogo da Urtiga, versão vegetal do clássico "jogo do mico".
 
Estes jogos serão distribuídos em escolas públicas do estado do Rio de Janeiro a partir do ano de 2021.

Para adquirir o seu jogo, entre em contato com a gente pelo nosso e-mail ou pelo Instagram. Cobramos apenas a taxa de frete dos correios.

amostra site.png

Cartilha "Plantas medicinais e conservação da diversidade vegetal e cultural na perspectiva da Covid-19" - JBRJ com a colaboração do PlantaCiência

Inserir um subtítulo.png

CLIQUE NA IMAGEM PARA DOWNLOAD

Espécies de uso comum (ex. limão, gengibre, cúrcuma, alho etc.) vêm sendo utilizadas ao redor do mundo, especialmente durante a pandemia, como prevenção ou  tratamento  dos  sintomas  do  vírus  SARS Cov-2.  No  entanto,  ainda  não  há comprovações  científicas  sobre  a  eficácia  de  qualquer  remédio  natural  ou manipulado  para  prevenção  ou  cura  do  COVID-19.  Algumas  das  espécies relacionadas aos recentes estudos etnobotânicos são inclusive reconhecidas na listado  RENISUS,  pois  há  evidências  do  uso  para  questões  respiratórias  e/ou  de inflamações. Neste sentido, esta cartilha teve como objetivos buscar  informações  e  reflexões  sobre  espécies  medicinais  que  vêm  sendo relacionadas  em  estudos  etnobotânicos  e/ou  na  área  de  farmácia, especialmente a partir da pandemia de Covid-19; e mobilizar  o  público  sobre  a  importância  de  conservar,  valorizar  e  integrar conhecimentos relacionados à diversidade vegetal e cultural, tradições e modos de  vida  que  vêm  se  adaptando  há  milhares  de  anos  a  diferentes  condições ambientais e em momentos de crise. A cartilha foi elaborada pela equipe associada  à  Coleção  Temática  de  Plantas  Medicinais  do  JBRJ, coordenada pela Dra. Viviane Stern da Fonseca-Kruel, e o PlantaCiência ficou super honrado me poder colaborar na elaboração do material.

Livro "A Farmacognosia no Brasil: Memórias da Sociedade Brasileira de Farmacognosia" - organizado por Leopoldo C. Baratto, coordenador do PlantaCiência

capa livro2_edited.jpg

      A partir de uma pesquisa histórica realizada com base em documentos físicos e digitais disponíveis, além de entrevistas com diversos pesquisadores e docentes de Farmacognosia e áreas afins, foi possível concretizar este livro, o qual se encontra dividido em três partes, abordando diversos aspectos relacionados à Farmacognosia. Na primeira parte é abordada a contextualização histórica da disciplina no Brasil e da Sociedade Brasileira de Farmacognosia, desde a sua fundação até os dias atuais, destacando-se os personagens que contribuíram para a criação e consolidação da Sociedade, e resgatando informações sobre os eventos científicos organizados sob sua chancela. A segunda parte trata da Revista Brasileira de Farmacognosia, abordando seus aspectos históricos, as particularidades e a importância da divulgação do conhecimento na área, e as prioridades e os desafios atuais e futuros da busca por qualidade das publicações em Farmacognosia. Na terceira parte são discutidos aspectos relacionados ao tripé Ensino, Pesquisa e Extensão, que fundamenta as Universidades: (a) o histórico do ensino de Farmacognosia no Brasil, sua contextualização atual e as projeções futuras; (b) a Farmacognosia e sua relação com a extensão universitária, destacando-se as contribuições do Prof. Francisco José de Abreu Matos e alguns relatos de experiências de projetos de extensão na área; (c) a inserção da Farmacognosia na cultura e nas artes, nas ações de divulgação científica e no combate às fake news; (d) um panorama histórico e contextualizado sobre a pesquisa em Farmacognosia no Brasil, abordando Farmacobotânica, Química e Farmacologia de Produtos Naturais e Tecnologia de Fitoterápicos. O capítulo que encerra este livro trata da ascensão e consolidação das Ciências Farmacêuticas na comunidade científica e os avanços da representação dessa área junto às agências de fomento nacionais.

Live de lançamento do livro no Festival do Conhecimento UFRJ 2022

Livro "A fábrica de medicamentos da natureza: alguns fármacos de origem vegetal, animal, microbiana e marinha" - Leopoldo C. Baratto, coordenador do PlantaCiência

Screenshot 2022-05-30 at 12-50-19 Microsoft Word - farmacos - vol 17.docx - farmacos-vol-1

CLIQUE NA IMAGEM PARA DOWNLOAD

      Existem aproximadamente 500 mil substâncias de origem naturalconhecidas, isoladas de plantas, animais e micro-organismos, e também de fontes marinhas, como, por exemplo, algas, esponjas, corais, bactérias e fungos marinhos, do mundo inteiro. O Brasil, em especial, apresenta enorme potencial para a descoberta de novas moléculas de origem natural. Se considerarmos os
números atualizados, o país possui quase 50 mil espécies de plantas, algas e fungos catalogados, sem contar a imensa costa litorânea que abriga uma diversidade enorme de organismos marinhos e micro-organismos. Para se ter uma ideia, há estimativas de que apenas 10% da
nossa flora foi estudada do ponto de vista químico e farmacológico. Em meio a estes números, quantas moléculas ainda podem ser descobertas na Floresta Amazônica, no Cerrado ou na Mata Atlântica? Os pesquisadores das universidades e dos institutos de pesquisa e os jovens cientistas terão essa missão de desvendar o potencial da nossa biodiversidade. Como inspiração, neste livro serão apresentados alguns exemplos de substâncias que foram descobertas a partir de fontes naturais e que revolucionaram o tratamento de várias doenças.

Reportagem no Jornal O Dia - 11 de julho de 2022 - matéria do jornalista Victor Terra

img20220711_20225727.png
IMG_1125.jpg

CLIQUE NAS IMAGENS PARA LER A REPORTAGEM NA ÍNTEGRA

Reportagem no Conexão UFRJ - 21 de setembro de 2022 - matéria das jornalistas Tássia Menezes e Vitória Miranda

WhatsApp Image 2022-09-21 at 16.20.52.jpeg

CLIQUE NA IMAGEM PARA LER A REPORTAGEM NA ÍNTEGRA